Tema: O que fazer em meio à tribulação? Texto: Salmo 118. 1- 29

 Autor: Pr. Esdras Cabral de Melo

 

Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre. Diga, pois, Israel: Sim, a sua misericórdia dura para sempre. Diga, pois, a casa de Arão: Sim, a sua misericórdia dura para sempre. Digam, pois, os que temem ao SENHOR: Sim, a sua misericórdia dura para sempre. Em meio à tribulação, invoquei o SENHOR, e o SENHOR me ouviu e me deu folga. O SENHOR está comigo; não temerei. Que me poderá fazer o homem? – Salmo 118. 1-6

 

INTRODUÇÃO: No hebraico se chama Sêfer Tehillin – livro dos louvores. É o poema adaptado para música. O salmo é considerado o hinário nacional dos israelitas, é o livro mais terapêutico de toda a Bíblia. O propósito desse livro é:

 1.    Revelar o espírito de devoção a Deus

 2.    Divulgar as profecias messiânicas a todas as nações

 3.    Convidar outros povos a louvar ao eterno Deus

 

Teologia devocional do livro dos salmosRevelar todas as dimensões da vida humana ao logo dos seus 150 cânticos. Dor, sofrimento, alegria, derrota, angústia, tristeza, traição, soberba, vitória, espera, paciência, adoração, ingratidão, covardia, céu, inferno, pecado, flora, fauna, amor, ódio, paixão, adultério, perdão, fidelidade, confiança, justiça, solidão, silêncio, companheirismo, benção, maldição, fortalezas, fraquezas, coração ferido, coração restaurado.

 Para o príncipe dos pregadores Charles Spurgeon, que dedicou 20 anos de sua vida em examinar a grandeza deste livro nos diz “ Grande tesouro de Davi, jamais encontrei na terra repositório mais rico. Abençoados são os dias dispendidos em meditar, prantear, esperar, crer e exultar com Davi…”

Veja também:  O BATISMO DE FOGO (Mateus 19:1-6; 3:11)

 

Obs. Os salmos é a pura realidade da vida humana com e sem Deus. A música evangélica hoje: O louvor da atualidade exulta mais o homem do que Deus. São músicas cantadas na 1ª pessoa do singular e com refrão de vingança.

 

Os bons hinos de cunho teológico são inesquecíveis para as nossas almas: …as vozes de milhões de anjos não poderiam expressar a gratidão do meu pequeno ser…

 …entrei no templo dobrei o meu joelho para conversar com o meu Senhor…

 …Senhor atente a minha oração, necessitado sofrendo estou guarda a minha alma da tentação…

 …o pai eu queria tanto ver o meu Senhor descer vindo mim buscar…

 …És fonte que jaz sobre o abismo, és a fonte dos mananciais, és o doce barulho das águas…

 O salmo 118. Este salmo de ação de graças exultante era cantado pelos adoradores em procissão para o templo de Jerusalém. Um reconhecimento da angústia passada e o livramento pelo Senhor.

 Traduz a vitória militar empreendida pelo salmista com a ajuda de Deus. É também um salmo messiânico conforme os versos 22 ao 29 – a pedra fundamental da salvação.

 

O que fazer em meio à tribulação? O texto aborda a trilogia da verdadeira existência da vida humana cheia de aflições, batalhas e vitórias.

 

1.    Em meio à tribulação – Literalmente no Heb. Lugar apertado, cercado, acuado, sitiado, Vs. 11 “cercaram-me  de todos os lados. Em campo de batalha nenhum exercito gosta de ficar sitiado ·         Mas existem lugares apertados que transpõe qualquer comparação física. São os apertos da alma que na vida de muito não tem suportado.

 ·         O aperto da tribulação na alma humana levam as pessoas em busca de qualquer coisa para livrá-lo do aperto. Mas qualquer coisa não pode resolver.

Veja também:  O QUE DEVE MOTIVAR A IGREJA A CONTRIBUIR

 

Aperto de ordem EMOCIONAL – recorrem a auto-ajuda Aperto de ordem RELIGIOSA – recorrem aos pseudos santos protetores.

 Aperto de ordem ESPIRITUAL –  recorrem a magia negra

 

2.    Invoquei o Senhor – O verso 8 diz – “melhor buscar refúgio no senhor do que confiar no homem”. Esta é a atitude, mais sensata, verdadeira e eficiente que um atribulado pode fazer. Invocar o nome do senhor. Invocar o Senhor em meio às tormentas –  Mt. 8. 26 a tempestade no mar da galileia

 Invocar o Senhor em meio às perdas e danos – Jó 1. 21 a confiança de Jó em Deus

 Invocar o Senhor em meio à solidão e abandono – Sl. 121.1 Davi e a certeza em Deus

 

3.    O senhor me ouviu e me deu Folga – Ele ouve a Oração dos justos, necessitados e atribulados. Ainda que demore do ponto de vista humana, mas a resposta vem. Foi o que aconteceu com o Profeta Daniel 10. 12. A espera de 21 dias Me deu folga – livrou-me, salvou-me. Disse ao senhor ao profeta Jeremias “clama a mim e responder-te-ei coisas grandes e firmes que tu não sabes”.

 Você gostaria de tirar uma folga de suas tribulações e angústias? Então clame. Invoque o Senhor e confie em Deus e em suas Preciosas Promessas!

 

              MEU SOFRIMENTO NÃO ME IMPEDE DE ACREDITAR NA SOLUÇÃO DIVINA… Fonte: Blog do Pr Esdras Cabral